sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Alimentação e Acne

Olás! A partir dessa semana, eu, Jeniffer Collucci, estarei aqui toda a sexta feira escrevendo sobre Nutrição Estética. Confira nossas dicas e fique ainda mais bonita. O primeiro post da série fala sobre a Acne, e como uma boa alimentação pode ajudar a resolver esse problema.


Alimentação e a Acne


A acne é uma condição inflamatória que acomete os poros da pele, geralmente se inicia na puberdade, sendo mais predominante nas mulheres. Pode ter características genéticas devido a alta atividade das glândulas sebáceas de cunho familiar, por hipersecreção sebácea não genética geralmente regulado por hormônios e alimentação, hiperqueratinização obstruindo os ductos das glândulas (poros) e por colonização bacteriana, microoganismos que fazem parte da flora natural da pele, proliferam-se com facilidade na presença de material oleoso, o que leva a inflamação e ao extravasamento para a derme.

Como se pode notar todas as causas da acne estão ligadas com as glândulas sebáceas e a oleosidade natural, muitos produtos estéticos já descobriram isso e ajudam a manter a controlar a oleosidade da pele. A alimentação pode contribuir para amenizar as exacerbações na pele diminuindo o teor de gordura das secreções sebáceas.

É importante hidratar-se adequadamente, para que haja menos substâncias há serem eliminadas, é fácil calcular a quantidade de água que se deve ser ingerida por dia, cerca de 30 ml por quilo. Isso se não existirem gastos adicionais com exercício físico por exemplo. Outra maneira é observar a cor da urina que deve ser sempre bem clarinha, se sua urina está amarelada beba mais água, é um sinal de desidratação.

Há indícios que uma dieta rica em alimentos com alto índice glicêmico, ou seja, que eleve a glicemia no sangue rapidamente, aumente a incidência de acnes, por isso dê preferência a alimentos integrais e ricos em fibras que diminuem esse pico da glicemia.

O zinco é um ótimo aliado para quem deseja diminuir a aparência da acne, pois possui ação anti-inflamatória. Alimentos como queijo, ostra e carne vermelha são ricos nesse mineral, dê preferência a queijos magros e retire a gordura aparente da carne vermelha. O zinco ainda está ligado com a regulação de hormônios sendo essencial na puberdade.

A vitamina A é muito utilizada topicamente para o tratamento de acne, mas o seu consumo também traz benefícios. Quando utilizada topicamente ela gera uma descamação da derme, estimulando o crescimento de uma nova pele, isso porque ela é um ácido. Vários estudos têm demonstrado que quando ingerida, a vitamina A estimula a diferenciação celular, portanto tem papel crucial na ressíntese da pele sem gerar o incômodo da descamação quando administrado em pequenas doses, vale a pena lembrar que existem casos em que ela é necessária, procure um dermatologista e tire suas dúvidas a respeito. Incrementando a sua alimentação com alimentos fontes dessa vitamina você já verá resultados, a fonte mais rica de vitamina A é o figado de animais, mas você encontra boa quantidade no leite, manteigas, peixes, gema de ovos, vegetais verde escuros e frutas de cor amarela e laranja onde se destaca a cenoura.

A vitamina E auxilia na biodisponibilidade da vitamina A e ainda é um ótimo anti-inflamatório, portanto vale apostar nela também. Suas principais fontes são o gérmen de trigo, óleo de soja e amêndoas. 

Viu como a alimentação pode fazer diferença na sua pele? Invista em uma alimentação saudável e minimize seus problemas com a acne.

Postado por Jeniffer Collucci - Acadêmica de Nutrição

# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg
 
Copyright © 2013 Cliques de Beleza